FANDOM


Por definição, mandamentos são as ordens ou leis que o Senhor deu ou dá à humanidade. Os mandamentos são interpretados por muitos como restritivos e proibitórios, mas, na verdade, os mandamentos são dados para o nosso próprio bem-estar. Além disso, os mandamentos podem ser modificados ou revogados pelo Senhor a qualquer hora, quando ele julgar que somos indignos de cumprir certa lei (como no caso da Lei da Consagração) ou quando o fardo é pesado demais para a Igreja ou incorre em riscos para a sua existência (como no caso da Ordem do Casamento Plural).


Os Dez Mandamentos

Os Dez Mandamentos são mais antigos que qualquer outro mandamento, salvo multiplicar e encher a terra. Eles foram dados pelo Senhor a Moisés no monte Sinai e são válidos desde então. São eles:

1. Não terás outros deuses diante de mim. Além da mera abstenção de adoração de deuses pagãos (falsos deuses), o Senhor proibiu que as pessoas adorassem qualquer coisa ou pessoa mais do que Ele e Seus mandamentos. É interessante notar que a escritura menciona Deus como sendo "um Deus zeloso".

2. Não farás para ti imagem de escultura. Este mandamento é abrangente como o primeiro; na verdade, podemos dizer que ele está intimamente ligado ao primeiro. Não fazer imagem de escultura significa não usar qualquer estatueta, estátua ou imagem como objeto de adoração. Ele pode ter aplicação prática como o primeiro.

3. Não tomarás o nome do SENHOR teu Deus em vão. Este mandamento é muito específico. Na antiga Israel, pronunciar o nome do Senhor era passível de morte. Somente o Sumo Sacerdócio podia fazê-lo, uma vez por ano, dentro do Templo. Hoje, ninguém morre por falar o nome do Senhor, mas repetir expressões como "Oh meu deus!" e similares configuram quebra deste mandamento.

4. Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. O Dia do Senhor será descrito mais adiante. O dia do Senhor, na antiga Israel, era o sábado. Sábado, em hebraico (sabbath) significa dia de descanso. Pela escritura, podemos identificar um recurso de gramática, onde o Senhor diz "dia do sábado" e não "o sábado", fazendo distinção entre o mandamento e o dia da semana; apesar disso, o sábado era no sétimo dia da semana. Depois da ressureição de Cristo, o dia do Senhor passou a ser o primeiro dia da semana (domingo), como exemplificado em (ref escrituras).

5. Honra a teu pai e a tua mãe. Um mandamento sobre a família. O Senhor quis deixar bem claro a importância da vida em família. Este é o primeiro mandamento com promessa: "para que se prolonguem os teus dias na Terra".

6. Não matarás. O mandamento para não matar refere-se ao assassinato especificamente. O assassinato é imperdoável, por não haver possibilidade de restituição satisfatória.

7. Não Adulterarás. O mandamento de não adulterar parece referir-se ao adultério somente, mas a Lei da Castidade (descrita mais adiante) fica subentendida.

8. Não furtarás. Não furtar refere-se tanto ao crime quanto à lei do Dízimo (descrito mais adiante).

9. Não dirás falso testemunho contra o teu próximo. Mentir é considerado, pelo Senhor, um crime grave. Isso, por si só, já é bastante. Mas podemos incluir,nesta história, a fofoca, intriga e coisas do tipo.

10. Não cobiçarás. A ideia base deste mandamento é o orgulho. O orgulho destruiu duas nações do Livro de Mórmon e dispersou Israel. Ele destrói almas que não se contentam em fazer a vontade do Senhor. Em suma, é um câncer que mata lenta e dolorosamente.

Para mais informações sobre os dez mandamentos ou sobre a lei mosaica, (ver A Lei Mosaica).

A Lei da Castidade

A Lei da Castidade é um mandamento tão antigo quanto os dez mandamentos e extremamente sério. A Lei da Castidade diz que uma pessoa não deve ter relações sexuais de nenhum tipo antes do casamento e, depois deste, uma pessoa não pode ter nenhum tipo de relação sexual com outra pessoa que não o seu cônjuge.

A Lei da Castidade envolve todas as coisas que normalmente vemos por aí - pornografia, masturbação, homossexualismo, adultério. Ela é muito séria, sendo sua violação considerada pelo Senhor tão grave que fica abaixo apenas do assassinato. É uma lei simples mas difícil de ser vivida, dependendo das circunstâncias.

A pornografia, por definição, é qualquer material - escrito, em imagem ou audiovisual - que demonstre conteúdo de caráter erótico (sexual) ou que estimule sexualmente uma pessoa de qualquer maneira. A pornografia é altamente viciante e leva à destruição certa, bem como a outros pecados mais graves.

O homossexualismo... bem, este rende polêmica. Mas... quem não gosta de polêmica? O homossexualismo é um pecado extremamente grave, um "crime contra a natureza" conforme explica o presidente Spencer W. Kimball em "O Milagra do Perdão". O apóstolo Paulo explica em (ref de romanos) sobre isso. Sodoma e Gomorra foram destruídas por causa deste pecado (entre outros da linha). No entanto, um homossexual pode se arrepender e cumprir a lei da castidade.

A masturbação é considerada pecado unicamente pelo fato de se tratar de um uso não-natural do corpo humano. Por não-natural, entende-se que o uso do aparelho genital seja para as relações sexuais normais entre homem e mulher legalmente casados. Tendo isso em mente, a masturbação encaixa-se na descrição de abuso do corpo, portanto, pecado. Além disso, já foi comprovado cientificamente o caráter viciante que a masturbação tem. É incrível o número de jovens que são apanhados por esta prática. Apesar de ser pecado, uma pessoa pode se arrepender.

O adultério é a violação do casamento, o famoso "pular a cerca". O Senhor preveniu as pessoas que não adulterassem, que honrassem o casamento. Nas escrituras, o termo "adultério" às vezes tem o mesmo sentido de "fornicação" (relação sexual fora dos laços do matrimônio). Para mais informações sobre o adultério, (ver Casamento Celestial).

A Lei do Dízimo

Outro mandamento bem velho. Para se ter uma ideia, em Genesis 14 já se vê Abraão pagando dízimos a Melquisedeque. Mas... o que é o dízimo?

A palavra dízimo significa "a décima parte". Logo, a lei do dízimo consiste em doar ao Senhor uma décima parte de toda a sua renda bruta. Isso significa antes de debitar contas, compras e tudo o mais. Se uma pessoa ganha 100 reais, ela paga 10 de dízimo. Se ganha 1000, paga 100 e por aí vai.

Algumas pessoas pensam que o dízimo é estritamente mensal, o que não é verdade. O dízimo pode ser semanal, bimensal ou até anual; varia de acordo com as condições de cada um, a periodicidade não muda o mandamento em si.

O dízimo é mais um ato de fé do que de dinheiro. Primeiramente, porque ele desafia as pessoas a passarem por cima de suas despesas para pagar o dízimo. Já vi pessoas que tinham que escolher entre pagar o dízimo e uma conta, e muitos casos similares. Depois, porque ele mexe com o bolso, e isso por si só já exige fé das pessoas para pagar o dízimo. Por último, porque o dízimo não é usado para pagar salário de ninguém na Igreja, mas as pessoas não vêem para onde o dinheiro vai na prática, dificultando a "crença por visão". Portanto, o dízimo é mais um ato de fé do que financeiro propriamente dizendo.

O dízimo serve para manter capelas e templos e outros serviços da Igreja. Também serve para imprimir Livros de Mórmon e manuais da Igreja e assim por diante. Basta dizer que ele não paga ninguém na Igreja, todos são voluntários.

A promessa do dízimo se encontra em (ref malaquias 4). As bênçãos são incontáveis, tanto quanto os milagres que acontecem. E é um dos mandamentos com resposta mais imediata.

O Dia do Senhor

O Dia do Senhor é um mandamento incluso nos Dez Mandamentos (acima). Atualmente, o dia do Senhor é o domingo, o primeiro dia da semana. O dia do Senhor é um dia separado especialmente para o Senhor. É quando as principais reuniões da Igreja e quando o Sacramento (ver Expiação) é administrado.

O mandamento não para por aí. No dia do Senhor, os profetas recomendam que as pessoas se abstenham de lazer, compras e trabalho. Isso mesmo. Trabalho. O Senhor ordena, neste mandamento, que nos abstenhamos de trabalhar aos domingos sempre que possível. Isso porque o trabalho optativo no dia do Senhor denota esquecimento das coisas divinas. No entanto, algumas pessoas precisam trabalhar aos domingos para sustentar sua família. Não é uma opção. Nestes casos, pode-se considerar tal pessoa inocente. Na verdade, somente os líderes da Igreja podem dar uma posição definitiva. O mandamento continua o mesmo.

A Palavra de Sabedoria

A Palavra de Sabedoria é, talvez, o mandamento mais famoso da Igreja de Jesus Cristo SUD. Isso porque pode-se ouvir com frequencia as pessoas dizerem "os mormon não tomam café". Este mandamento é simples e, como os outros, não é proibitivo. Ele diz que as pessoas devem abster-se de café, chá preto, bebidas alcoólicas, drogas e fumo.

Muitas pessoas já elaboraram artigos enormes com bases científicas contrariando ou favorecendo a Palavra de Sabedoria, principalmente com relação ao café. Falando desta bebida especificamente, não é por causa da cafeína que ele está incluso no mandamento. Na verdade, o Senhor não disse o motivo. Ele só disse que as pessoas não deveriam fazer uso dele. Portanto, tais artigos não são endossados pela Igreja.

Algumas pessoas perguntam-se: "Já que vocês não tomam café, por quê tomam refrigerantes à base de Cola?" A resposta a esta pergunta é tão simples quanto a pergunta em si: porque ela não foi incluída no mandamento. É verdade que alguns membros da Igreja não fazem uso de tais refrigerantes, mas é por opção própria. Apregoar que o uso deles é contra a Palavra de Sabedoria é contra os princípios da Igreja.

A Palavra de Sabedoria é um mandamento dado para o nosso próprio bem. Além das coisas que não devemos usar, existem aquelas que o Senhor recomenda, tais como grãos, legumes, verduras e frutas em sua estação, assim como carne moderadamente. Em suma, é uma dieta. E, convenhamos, todas as pessoas sabem que uma verdurinha faz bem à saúde.



Estes quatro mandamentos são básicos para qualquer um que se candidate a ser membro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Existem mais mandamentos, tais como a Obra Missionária, a frequencia ao Templo e vários outros. Você pode encontrá-los na seção Lista de Artigos.